O quanto tem lhe custado sentir medo, vergonha e culpa?

Se observarmos com clareza estes três tipos de sentimentos e emoções veremos que todas estão ligadas pelo fato de não conseguirmos distinguir em nosso dia a dia o que realmente podemos controlar e o que não podemos.

Medo, vergonha e culpa estão relacionados ao mundo externo, a opinião dos outros e em como seremos vistos pela sociedade e pelo mundo que nos cerca, e apesar disto ter um peso enorme em nossas decisões e até mesmo em nossas crenças e comportamentos, sabemos que qualquer coisa que façamos não poderá controlar a forma como somos vistos.

Em nossa arrogância e diferenciação do mundo, nos isolamos e distanciamos das pessoas por acharmos que ninguém poderá entender nossa situação e assim nossos relacionamentos, conexões e vida pessoal se vê envolta em uma completa nuvem de tristeza e angústia, gerada pela nossa incapacidade de olharmos para dentro de nós mesmos e encontrarmos a tranquilidade necessária para gerar a eficácia exterior.

Podemos controlar aquilo que aspiramos, desejamos, que temos repulsa e nos desagradam ou as que nos agradam e nos atraem, ou seja, todas as coisas que estão ligadas diretamente a nossa influência e controle. Porém não podemos controlar como os outros irão interpretar e ver o que fazemos, não podemos controlar as coisas frágeis e dependentes de fatores externos e ações dos outros.

“A felicidade e a liberdade começam com a clara compreensão de um princípio: algumas coisas estão sob nosso controle, outras não. Só depois de lidar com essa questão fundamental e aprender a distinguir entre o que você pode e o que não pode controlar, é que a tranqüilidade interna e a eficácia externa se tornam possíveis.”

Epicteto (filósofo grego estoico)

Nossa vontade, intenção e ação deve estar voltada para as coisas que sabemos que dependem de nossas decisões, interpretações e em como iremos nos sentir, lembrando sempre que devemos reconhecer o verdadeiro sentido das aparências e ver além de como as coisas “parecem ser”.

Se permanecermos com foco em controlar pessoas, situações e aparências, sem nos ater em refletir a respeito se isto encontra-se sob nosso controle ou não, iremos criar sentimentos e emoções de frustração, angústia e aflição.

Nossos desejos e vontades exigem ação e realização imediata, não esperam, são impacientes e quando não agimos e ficamos externalizando que suas concretizações dependem, seja limitando ou possibilitando, dos outros, acabamos por nos decepcionar.

Os principais inimigos de nossos sentimentos de culpa, medo e vergonha é o nosso próprio ressentimento e sentido que damos a interpretação externa, sem racionalizar e refletir a respeito de como as coisas realmente são e não como desejaríamos que fossem. Evitar qualquer tipo de atitude, comportamento e interpretação impulsiva e irrefletida é essencial para que se tenha uma vida de graça, flexibilidade, felicidade e liberdade.

  1. Separe claramente o que esta no seu controle ou não;
  2. Ocupe-se na maior parte do tempo com as coisas que estão ao seu controle;
  3. Observe e reconheça as coisas em como elas realmente são e não em como gostaríamos que fossem;
  4. Harmonize sua vida, desejos, intenções e vontades com relação as coisas que estão sob seu controle;
  5. Observe o sentido que dá a cada acontecimento, e em como isso o fere ou fortalece;
  6. Acima de tudo utilize tudo aquilo que lhe pertence de verdade e esta sob seu controle, seja conhecimento, experiência, ferramentas, habilidades e competências, faça sempre bom uso delas e aplique-as em tudo que é importante e essencial para sua vida.

Deixe seus comentários, sugestões e dúvidas, será um prazer respondê-los!

Me nome é Adriano Levy e minha missão é ajudá-lo a subir mais um degrau na escada do sucesso, realização, mudança, superação e alta performance.

Sou,

Palestrante, Talker, Executive & Life Coach, Analista Comportamental DiSC e Analista ASSESS, Consultor, Mentor, Empreendedor, Analista de Sistemas, Analista de Negócios, Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação. Certificado pela SLAC Coaching – Sociedade Latino Americana de Coaching, AC – PECC – Professional Executive Coach Certification, EMCC – PECC – Professional Executive Coach Certification, IAC – Certifies in PECC – Professional Executive Coach Certification e PCA – PECC – Professional Executive Coach Certification. Trata principalmente os assuntos relacionados a empreendedorismo tradicional e social inclusivo, Startups, Comunicação Interpessoal e não violenta, desenvolvimento de líderes e liderança, autodesenvolvimento pessoal e profissional. Já realizou diversos workshops e palestras e é idealizador e criador do Curso Real Leadership Experience além de diversas oficinas e cursos.

Cursos, Oficinas e Workshops: https://www.sympla.com.br/adrianolevy

Investir em colaboração, uma bóia salva-vidas em alto mar!

É surpreendente como muitos executivos, empresários e empreendedores ainda relutam em realizar mudanças, fazer investimentos e construir um modelo mental mais colaborativo e voltado para pessoas, continuam ainda nos velhos e tradicionais modelos de gratificação e recompensa versus punição, o que sufoca em todos os níveis hierárquicos a criatividade, inovação e o cognitivo de equipes e times.

Parece que investir em novos modelos de gestão, voltados mais para as pessoas e para a colaboração ainda é visto como uma bóia salva-vidas em alto mar, que só se usa quando o barco já está afundando, e muitas vezes o primeiro a usar é o próprio capitão, deixando a deriva uma tripulação de talentos, experiências e conhecimento.

Ainda continuo na briga da mentalidade corretiva que temos ao invés de preventiva, visionária e futurista, com mais antecipar do que remediar, com mais desenvolvimento do que imediatismo.

Apesar de várias pesquisas, indicadores e cases de sucesso apontarem para resultados que vão além do mediano, chegando por vezes ao extraordinário, levamos a embarcação pelo mesmo caminho e rota de colisão com o iceberg, e no fim das contas nem mesmo temos bóias salva-vidas para todos.

Todas as atividades voltadas para o desenvolvimento humano ainda são vistas como custos e não recebem a devida atenção, isso devida a uma visão de longo prazo como na maioria das vezes foi no passado, nos modelos tradicionais de treinamento e desenvolvimento, porém nos dias atuais, dispomos de diversas ferramentas e metodologias que tanto geram resultados imediatos e visíveis, chegando a serem até mesmo tangíveis, de curto prazo, como também de médio e longo prazo, e diferente do passado, hoje o desenvolvimento está mais focado na criação de competências que gerem a capacidade no indivíduo de se autodesenvolver ao longo do tempo de forma constante e com propósito.

“Todo desenvolvimento verdadeiramente humano significa o desenvolvimento conjunto das autonomias individuais, das participações comunitárias e do sentimento de pertencer a espécie humana” – Edgar Morin

Ferramentas, processos e metodologias como coaching e mentoria podem de forma rápida identificar, desenvolver e treinar indivíduos para se tornarem mas eficientes e eficazes, com alta performance e automotivação. Pilares essenciais como inteligência socioemocional, comunicação interpessoal, liderança, planejamento e organização, trabalho em equipe, empatia, resolução de conflitos e influência, permitem construir indivíduos mais preparados para um mundo em constante evolução, mudança, imprevisível e incontrolável além de mais competitivo e colaborativo.

São essenciais as seguintes reflexões a respeito do desenvolvimento pessoal e profissional de colaboradores, executivos, líderes, gestores e supervisores:

  • Poder de decisão e mais autonomia;
  • Engajamento, comprometimento e foco;
  • Adaptação a mudanças;
  • Capacidade de enfrentar situações difíceis e complicadas;
  • Rede de conexões, relacionamentos e de alianças;
  • Alinhamento dos aspectos pessoais, profissionais e propósitos.

Lembre-se que todos os investimentos realizados em desenvolvimento humano proporcionam não só resultados financeiros, mas retenção de talentos, inovação, criatividade, colaboração, rede de alianças e de influências e propósito.

Mas a decisão é sua, chegar a um porto seguro com toda a sua tripulação ou continuar a deriva em alto-mar no meio da tempestade!

Reflita e pondere sobre como você pode levar este modelo de desenvolvimento para seu dia a dia e para praticamente todos os aspectos pessoais e profissionais.

Deixe seus comentários, sugestões e dúvidas, será um prazer respondê-los!

Me nome é Adriano Levy e minha missão é ajudá-lo a subir mais um degrau na escada do sucesso, realização, mudança, superação e alta performance.

Sou,

Palestrante, Talker, Executive & Life Coach, Analista Comportamental DiSC e Analista ASSESS, Consultor, Mentor, Empreendedor, Analista de Sistemas, Analista de Negócios, Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação. Certificado pela SLAC Coaching – Sociedade Latino Americana de Coaching, AC – PECC – Professional Executive Coach Certification, EMCC – PECC – Professional Executive Coach Certification, IAC – Certifies in PECC – Professional Executive Coach Certification e PCA – PECC – Professional Executive Coach Certification. Trata principalmente os assuntos relacionados a empreendedorismo tradicional e social inclusivo, Startups, Comunicação Interpessoal e não violenta, desenvolvimento de líderes e liderança, autodesenvolvimento pessoal e profissional. Já realizou diversos workshops e palestras e é idealizador e criador do Curso Real Leadership Experience além de diversas oficinas e cursos.

Cursos, Oficinas e Workshops: https://www.sympla.com.br/adrianolevy

1
Olá, como posso lhe ajudar?
Powered by
Newsletter SemanalInscreva-se agora e receba Dicas, Artigos e Vídeos de Liderança, Inteligência Emocional, Comunicação, Gestão Comportamental e Autodesenvolvimento.

Toda semana novidades a respeito dos principais assuntos relacionados a liderança 4.0, Inteligência Emocional (EmocionalLAB), Comunicação Interpessoal e Não Violenta, Gestão Perfis Comportamentais e Autodesenvolvimento Pessoal e Profissional.

Inscreva-se e receba semanalmente a sua dose de CONHECIMENTO e desenvolva um MINDSET de Crescimento!

ATENÇÃO! Inscrevendo-se agora, você recebe o E-BOOK - FEEDBACK 4.0 que ensina de forma prática a dar e receber feedback de forma positiva e construtiva.