Quando tudo acabar, eu…

Seguem os questionamentos e as reflexões sobre o momento atual, e o que farei, serei e terei quando tudo isso acabar, e quando penso nestas reflexões me lembro de uma metáfora muito interessante relacionada a ” Ansiedade Antecipatória”, é a “fábula do Barranco e o Galho de Árvore”, retirada do Livro de Metáforas Terapêuticas.

Certa noite, um homem andava numa floresta e escorregou num barranco. Quando caia, conseguiu se agarrar num galho. Olhava pra baixo e só via escuridão. Ficou desesperado. “Não vou aguentar me segurar, vou morrer”, pensava ele. Conforme o tempo passava, o galho ia cedendo mais um pouco e ele se desesperava mais ainda. Até que o dia raiou e ele percebeu que passava a noite pendurado no galho, com os pés a 40 centímetros do chão. Todo seu medo e sofrimento tinha sido à toa.

Porém, quem eu serei, farei ou terei não se trata de criar uma imagem futurística de certezas, principalmente num cenário de imprevisibilidade, mas sim das ações no presente, das minhas atitudes, comportamentos e hábitos.

Existem pessoas que no momento estão,

Vivendo do passado: de como as coisas eram, dos momentos não aproveitados, da liberdade que tinham, dos relacionamentos, das decisões não tomadas, do crescimento não realizado, ou seja vivendo de um mundo que não mais existe, e por mais que tenha contribuído para nossa mudança, desenvolvimento, crenças e valores, é como uma página de livro, que quando virada, a história segue em frente, e o leitor pode até resistir com todas as suas forças, contra a mudança e transformação, mas inevitavelmente, já não será o mesmo, pois apesar de estar no passado, é no presente que estas lembranças e memórias fazem a diferença e definem o que somos, estamos fazendo e temos.

Vivendo no futuro: de como será transformador, como será diferente, ainda que não se tenha a mínima ideia, de como será o amanhã, refletindo e pensando por antecipação quem eu quero ser, o que farei e o que desejo ter, se esquecendo que só imaginar e desejar não é suficiente para uma transformação e mudança real, é preciso agir no presente, pois são estas ações no agora que determinarão o quão próximo de meus propósitos eu me aproximarei.

Ao invés de pensar a respeito de porque não prestei atenção ao barranco a minha frente, porque decidi entrar na floresta, porque não colocaram uma placa de aviso, reclamando a respeito de coisas fora do meu controle e que já estão no passado, ou até mesmo ficar com pensamentos de que não vou aguentar, vou morrer e cair, ou seja de futuros dos quais minha sobrevivência depende única e exclusivamente das minhas ações e atitudes agora, para me agarrar ao máximo, procurar outras soluções, agir de acordo com os fatos e principalmente manter minha estabilidade emocional no presente é essencial para um desfecho diferente.

Ao entrar na floresta, de que forma suas ações e atitudes lhe conduziram? Ao cair no barranco quais foram os comportamentos que você teve? Ao se agarrar no galho, quais ações lhe permitiram ter força e coragem?

Foram cada uma destas ações no presente que moldaram quem você é agora!

Em resumo não se trata de quem você quer ser quando tudo isso acabar, mas de quem você é, o que faz, quais ações esta realizando, quais comportamentos e atitudes esta tendo que irá moldar o seu eu do amanhã.

“Se hoje tudo deu certo é porque ontem você agiu, então as ações de hoje transformarão o amanhã” – Adriano Levy

0 Comments

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Iniciar Chat
Precisando de ajuda?
Coach Adriano Levy
Olá! Como posso lhe ajudar?